Pesquisa
Descritor em português: Espermatozoides
Descritor em inglês: Spermatozoa
Descritor em espanhol: Espermatozoides
Descritor em francês: Spermatozoïdes
Código(s) hierárquico(s): A05.360.490.890
A11.497.760
Identificador Único RDF: https://id.nlm.nih.gov/mesh/D013094
Nota de escopo: Células germinativas masculinas maduras que se originam das ESPERMÁTIDES. À medida que as espermátides se deslocam em direção à luz dos TÚBULOS SEMINÍFEROS, elas sofrem profundas mudanças estruturais, com perda do citoplasma, condensação da CROMATINA na CABEÇA DO ESPERMATOZOIDE e formação tanto do capuz do ACROSSOMO, como da PEÇA INTERMEDIÁRIA DO ESPERMATOZOIDE e da CAUDA DO ESPERMATOZOIDE (que permite a mobilidade).
Nota de indexação: poliespermia = ESPERMATOZOIDES se esperma excessivo ou = FERTILIZAÇÃO se fertilização do óvulo por mais de um esperma; doadores de esperma: coordene ESPERMATOZOIDES (como primário) + DOADORES DE TECIDOS (como primário); veja também INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL HOMÓLOGA (do marido) (como primário) ou INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL HETERÓLOGA (não do marido) (como primário) se pertinente mas veja que BANCOS DE ESPERMA está disponível; PRESERVAÇÃO DO ESPERMA que é UP de PRESERVAÇÃO DO SÊMEN está disponível; HEMOSPERMIA está disponível
Qualificadores permitidos: AB anormalidades
CH química
CL classificação
CY citologia
DE efeitos dos fármacos
EN enzimologia
GD crescimento & desenvolvimento
IM imunologia
ME metabolismo
MI microbiologia
PA patologia
PH fisiologia
PS parasitologia
RE efeitos da radiação
TR transplante
UL ultraestrutura
VI virologia
Veja também os descritores: Antiespermatogênicos MeSH
Bancos de Esperma MeSH
Espermicidas MeSH
Oligospermia MeSH
Identificador DeCS: 13477
ID do descritor: D013094
Documentos indexados na Biblioteca Virtual em Saúde (BVS): Clique aqui para acessar os documentos da BVS
Data de estabelecimento: 01/01/1963
Data de entrada: 01/01/1999
Data de revisão: 03/07/2012
Espermatozoides - Conceito preferido
Identificador do conceito M0020286
Nota de escopo Células germinativas masculinas maduras que se originam das ESPERMÁTIDES. À medida que as espermátides se deslocam em direção à luz dos TÚBULOS SEMINÍFEROS, elas sofrem profundas mudanças estruturais, com perda do citoplasma, condensação da CROMATINA na CABEÇA DO ESPERMATOZOIDE e formação tanto do capuz do ACROSSOMO, como da PEÇA INTERMEDIÁRIA DO ESPERMATOZOIDE e da CAUDA DO ESPERMATOZOIDE (que permite a mobilidade).
Termo preferido Espermatozoides



Queremos a sua opinião sobre o novo sitio web do DeCS/MeSH

Convidamos-lhe a responder a uma pesquisa que não levará mais que 3 minutos


Ir para pesquisa