Pesquisa
Descritor em português: Insulina
Descritor em inglês: Insulin
Descritor em espanhol: Insulina
Descritor em francês: Insuline
Código(s) hierárquico(s): D06.472.699.587.200.500.625
D12.644.548.586.200.500.625
Nota de escopo: Hormônio pancreático de 51 aminoácidos que desempenha um papel fundamental no metabolismo da glucose, suprimindo diretamente a produção endógena de glucose (GLICOGENÓLISE, GLUCONEOGÊNESE) e indiretamente a secreção de GLUCAGON e a LIPÓLISE. A insulina nativa é uma proteína globular composta por um hexâmero coordenado de zinco. Cada monômero de insulina contém duas cadeias, A (21 resíduos) e B (30 resíduos), ligadas entre si por duas pontes dissulfeto. A insulina é usada para controlar o DIABETES MELLITUS TIPO 1.
Nota de indexação: /sangue: veja também hiperinsulinemia (níveis excessivamente altos de insulina no sangue) mas não confunda com HIPERINSULINISMO (secreção excessiva de insulina pelo pâncreas); /imunologia: veja também ANTICORPOS ANTI-INSULINA; precursor = PROINSULINA; SISTEMAS DE INFUSÃO DE INSULINA está disponível
Qualificadores permitidos: AA análogos & derivados
AD administração & dosagem
AE efeitos adversos
AG agonistas
AN análise
BI biossíntese
BL sangue
CF líquido cefalorraquidiano
CH química
CL classificação
CS síntese química
DF deficiência
EC economia
GE genética
HI história
IM imunologia
IP isolamento & purificação
ME metabolismo
PD farmacologia
PH fisiologia
PK farmacocinética
PO envenenamento
RE efeitos da radiação
SD provisão & distribução
ST normas
TO toxicidade
TU uso terapêutico
UR urina
Veja também os descritores: Atividade Insulin-Like não Suprimível MeSH
Hiperinsulinismo MeSH
Proinsulina MeSH
Receptor de Insulina MeSH
Identificador DeCS: 7500
ID do descritor: D007328
Data de estabelecimento: 01/01/1966
Data de entrada: 01/01/1999
Data de revisão: 24/06/2011
Insulina - Conceito preferido
Identificador do conceito M0011417
Nota de escopo Hormônio pancreático de 51 aminoácidos que desempenha um papel fundamental no metabolismo da glucose, suprimindo diretamente a produção endógena de glucose (GLICOGENÓLISE, GLUCONEOGÊNESE) e indiretamente a secreção de GLUCAGON e a LIPÓLISE. A insulina nativa é uma proteína globular composta por um hexâmero coordenado de zinco. Cada monômero de insulina contém duas cadeias, A (21 resíduos) e B (30 resíduos), ligadas entre si por duas pontes dissulfeto. A insulina é usada para controlar o DIABETES MELLITUS TIPO 1.
Termo preferido Insulina



Queremos a sua opinião sobre o novo sitio web do DeCS/MeSH

Convidamos-lhe a responder a uma pesquisa que não levará mais que 3 minutos


Ir para pesquisa