Pesquisa
Descritor em português: Alvo Mecanístico do Complexo 2 de Rapamicina
Descritor em inglês: Mechanistic Target of Rapamycin Complex 2
Descritor em espanhol: Diana Mecanicista del Complejo 2 de la Rapamicina
Descritor diana mecanicista del complejo 2 de la rapamicina
Termo(s) alternativo(s) MTORC-2
TORC2
complejo TOR 2
diana del complejo 2 de la rapamicina
mTORC2
Nota de escopo: Complejo multiproteínico constituido por la CINASA mTOR, la PROTEÍNA MLST8, la proteína insensible a la rapamicina asociada a mTOR (PROTEÍNA RICTOR) y la PRR5 (proteína 5 rica en prolina). Al igual que mTORC1, también regula el crecimiento y la proliferación celulares en respuesta a los factores de crecimiento, pero puede no ser tan sensible a la disponibilidad de nutrientes y es insensible al SIRÓLIMUS. A diferencia del mTORC1, puede regular el CITOESQUELETO DE ACTINA a través de las GTPASAS RHO para promover la formación de FIBRAS DE ESTRÉS. El complejo MTORC2 también desempeña un papel esencial en la fosforilación y activación de la proteincinasa AKT1.
Descritor em francês: Complexe-2 cible mécanistique de la rapamycine
Termo(s) alternativo(s): Alvo do Complexo 2 de Rapamicina
Complexo TOR 2
MTORC-2
TORC2
mTORC2
Código(s) hierárquico(s): D05.500.356
D08.811.913.696.620.682.700.931.750
D12.776.476.563.931.750
Identificador Único RDF: https://id.nlm.nih.gov/mesh/D000076225
Nota de escopo: Complexo multiproteico que consiste de mTOR QUINASE, PROTEÍNA MLST8, companheira insensível a rapamicina da proteína mTOR (PROTEÍNA RICTOR), e PRR5 (proteína 5 rica em prolina). Tal como mTORC1, também regula o crescimento e a proliferação de células em resposta a fatores de crescimento, mas pode não ser tão sensível a disponibilidade de nutrientes e é insensível a SIROLIMO. Diferentemente de mTORC1, pode regular o CITOESQUELETO DE ACTINA através de GTPASES RHO promovendo a formação de FIBRAS DE ESTRESSE. O complexo mTORC2 também desempenha papel crítico na fosforilação e ativação da AKT1 PROTEÍNA QUINASE.
Qualificadores permitidos: AD administração & dosagem
AE efeitos adversos
AG agonistas
AI antagonistas & inibidores
AN análise
BI biossíntese
BL sangue
CF líquido cefalorraquidiano
CH química
CL classificação
CS síntese química
DE efeitos dos fármacos
DF deficiência
EC economia
GE genética
HI história
IM imunologia
IP isolamento & purificação
ME metabolismo
PD farmacologia
PH fisiologia
PK farmacocinética
PO envenenamento
RE efeitos da radiação
SD provisão & distribuição
ST normas
TO toxicidade
TU uso terapêutico
UL ultraestrutura
UR urina
Número de registro: EC 2.7.11.1
Identificador DeCS: 56985
ID do descritor: D000076225
Documentos indexados na Biblioteca Virtual em Saúde (BVS): Clique aqui para acessar os documentos da BVS
Data de estabelecimento: 01/01/2018
Data de entrada: 11/07/2017
Data de revisão: 10/10/2018
Alvo Mecanístico do Complexo 2 de Rapamicina - Conceito preferido
Identificador do conceito M0579319
Nota de escopo Complexo multiproteico que consiste de mTOR QUINASE, PROTEÍNA MLST8, companheira insensível a rapamicina da proteína mTOR (PROTEÍNA RICTOR), e PRR5 (proteína 5 rica em prolina). Tal como mTORC1, também regula o crescimento e a proliferação de células em resposta a fatores de crescimento, mas pode não ser tão sensível a disponibilidade de nutrientes e é insensível a SIROLIMO. Diferentemente de mTORC1, pode regular o CITOESQUELETO DE ACTINA através de GTPASES RHO promovendo a formação de FIBRAS DE ESTRESSE. O complexo mTORC2 também desempenha papel crítico na fosforilação e ativação da AKT1 PROTEÍNA QUINASE.
Termo preferido Alvo Mecanístico do Complexo 2 de Rapamicina
Termo(s) alternativo(s) Alvo do Complexo 2 de Rapamicina
Complexo TOR 2
MTORC-2
TORC2
mTORC2



Queremos a sua opinião sobre o novo sitio web do DeCS/MeSH

Convidamos-lhe a responder a uma pesquisa que não levará mais que 3 minutos


Ir para pesquisa