Pesquisa
Descritor em português: Cloração da Água
Descritor em inglês: Water Chlorination
Descritor em espanhol: Cloración del Agua
Descritor em francês: Chloration de l'eau
Termo(s) alternativo(s): Cloração (Saúde Ambiental)
Cloração de Água
Código(s) hierárquico(s): SP4.021.202.133.774
SP4.031.100.200.292.718.374.085
VS4.001.001.002.002.100
Nota de escopo: A Portaria nº 2.914 de 12 de dezembro de 2011 do Ministério da Saúde, estabelece em seu Art. 34: “É obrigatória a manutenção de, no mínimo, 0,2 mg/L de cloro residual livre ou 2 mg/L de cloro residual combinado ou de 0,2 mg/L de dióxido de cloro em toda a extensão do sistema de distribuição de água (reservatório e rede)”. O objetivo do uso do cloro em sistemas de abastecimento de água é a desinfecção. Contudo, devido ao seu alto poder oxidante, sua aplicação nos processos de tratamento tem servido a propósitos diversos como controle do sabor e odor, prevenção de crescimento de algas, remoção de ferro e manganês, remoção de cor e controle do desenvolvimento de biofilmes em tubulações. Permite de forma bastante simples, assegurar a inocuidade da água, desde a produção até o momento do uso, o que resulta em grande benefício, tanto em pequenos sistemas de comunidades rurais, ribeirinhas, indígenas, como em grandes cidades. (Adaptação do original: Brasil. Manual de Cloração de Água em Pequenas Comunidades Utilizando o Clorador Simplificado Desenvolvido pela FUNASA, 2014. Disponível em: http://bit.ly/2Uu32gw)
Qualificadores permitidos: AE efeitos adversos
AN análise
CL classificação
EC economia
EH etnologia
ES ética
HI história
LJ legislação & jurisprudência
MT métodos
PC prevenção & controle
PL políticas
SN estatística & dados numéricos
Veja também os descritores: Cloradores DeCS
Cloro MeSH
Demanda de Cloro DeCS
Halogenação MeSH
Odor da Água DeCS
Sabor da Água DeCS
Trialometanos MeSH
Identificador DeCS: 25053
ID do descritor: DDCS025053
Cloração da Água - Conceito preferido
Identificador do conceito FD00058047
Nota de escopo A Portaria nº 2.914 de 12 de dezembro de 2011 do Ministério da Saúde, estabelece em seu Art. 34: “É obrigatória a manutenção de, no mínimo, 0,2 mg/L de cloro residual livre ou 2 mg/L de cloro residual combinado ou de 0,2 mg/L de dióxido de cloro em toda a extensão do sistema de distribuição de água (reservatório e rede)”. O objetivo do uso do cloro em sistemas de abastecimento de água é a desinfecção. Contudo, devido ao seu alto poder oxidante, sua aplicação nos processos de tratamento tem servido a propósitos diversos como controle do sabor e odor, prevenção de crescimento de algas, remoção de ferro e manganês, remoção de cor e controle do desenvolvimento de biofilmes em tubulações. Permite de forma bastante simples, assegurar a inocuidade da água, desde a produção até o momento do uso, o que resulta em grande benefício, tanto em pequenos sistemas de comunidades rurais, ribeirinhas, indígenas, como em grandes cidades. (Adaptação do original: Brasil. Manual de Cloração de Água em Pequenas Comunidades Utilizando o Clorador Simplificado Desenvolvido pela FUNASA, 2014. Disponível em: http://bit.ly/2Uu32gw)
Termo preferido Cloração da Água
Termo(s) alternativo(s) Cloração (Saúde Ambiental)
Cloração de Água



Queremos a sua opinião sobre o novo sitio web do DeCS/MeSH

Convidamos-lhe a responder a uma pesquisa que não levará mais que 3 minutos


Ir para pesquisa